Guia Prático

Reportagens

Envie para um amigo Imprimir
Matemática

Somando estratégias


Como ensinar adição e desenvolver o raciocínio dos seus alunos brincando


Fotos: Divulgação - Itaci Batista / Ilustrações: Shutterstock

Objetivos:
Desenvolver noções de adição.
Contagem.
Comparação de quantidades e localização espacial.
Possibilitar a resolução de situações-problema.
Desenvolver estratégias para resolver problemas.

Faixa etária: a partir de 5 anos.


Desde a década de 70, sabemos, por meio de Antonie Laurent Lavoisier, considerado o pai da Química, que nada na natureza se perde, apenas há uma transformação da massa, ou seja: “Nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.” E por que não usar esses princípios na hora de planejar atividades com seus alunos? Às vezes, desenvolver algo novo, além de muito mais difícil, pode surtir efeitos não muito interessantes. Ao buscar desenvolver algo que já existe, aprimorando, pode-se conseguir resultados bem positivos.

Quem nunca ouviu falar em jogo da velha? Essa atividade de regras extremamente simples não necessita nada mais além de uma folha de papel e um lápis – ou, às vezes, nem isso, pois, caso você esteja na praia, pode-se adaptá-lo e jogar apenas com o desenho que se faz com as mãos na areia. Usando a simplicidade desse jogo, a professora do Colégio Catavento, Carmem Stinn, resolveu trabalhar com seus alunos uma atividade organizada pela coordenadora do Mathema, Kátia Stocco Smole, que moldou a base do jogo da velha para trabalhar com crianças da Educação Infantil noções de adição, desenvolvimento de situaçõesproblema e estratégias para resolvê-las.

Você sabia?
O nome “Jogo da velha” teria se originado na Inglaterra, quando nos finais da tarde, mulheres se reuniram para conversar e bordar. As mulheres idosas, por não terem mais condições de bordar em razão da fraqueza de suas vistas, jogavam esse jogo simples, que passou a ser conhecido como o "da velha”. Porém, sua origem teria sido ainda mais antiga. Fala-se em tabuleiros escavados na rocha de templos do antigo Egito, que teriam sido feitos por escravos há 3.500 anos.

O desafio de uma partida em um jogo proporciona a elaboração e a exploração de questões relacionadas à sociabilidade (que se dá por intermédio de regras) e ao desenvolvimento de estratégias.

 

Jogo da Velha dos bichos

 

Materiais:
1 tabuleiro por dupla
16 fichas (podem ser tampinhas de garrafa: 8 de cada cor – ou mesmo grãos coloridos)

Número de jogadores: 2

1. É escolhido um aluno para começar o jogo.
2. Na sua vez de jogar, o jogador escolhe dois números do tabuleiro, que vai do 1 ao 3, e faz com eles uma adição.
3. Depois, ele coloca sua ficha em uma casa do tabuleiro que representa a soma desses dois números. Por exemplo, se um jogador escolhe os números 2 e 3, cuja soma é 5, ele pode marcar no tabuleiro com sua ficha as casas em que apareçam cinco animais desenhados.
4. A cada vez, um jogador coloca apenas uma ficha no tabuleiro.
5. Vence o jogador que primeiro conseguir alinhar seguidamente suas fichas na horizontal, na vertical ou na diagonal.

 

Regra: é possível somar números iguais, como 1 mais 1. Apenas 3 mais 3 não dá certo, pois, no tabuleiro usado, não há uma casa com seis animais desenhados.

 

 

 

PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>

News do Professor

Receba sempre em primeira mão nossas novidades e conteúdo exclusivo.