Mais perto dos insetos


Veja como duas escolas estudaram o tema com seus alunos, deixando-os ainda mais fascinados com o mundo das borboletas, das formigas, das joaninhas, das abelhas...


Por Juliana Bernardino e Fernanda Brianezi de Almeida

Objetivos:
Promover um primeiro contato com o espírito científico por meio da pesquisa e da observação
Apresentar o modo de vida e as características dos insetos.



Foto ilustrativa, tirada na Creche Futura Geração,

"Conforme o projeto 'Os animais no jardim de Monet' foi tomando vida, percebi que ele poderia ser também um caminho para falarmos da importância de preservarmos a nossa biodiversidade. As crianças têm um impulso de ver um inseto e querer pisar para matar. Com esse estudo elas foram aprendendo a cuidar, a valorizar mais cada bichinho do nosso jardim."
Maria Inês Rinaldi,
professora da Escola Tarsila do Amaral, em São Paulo


Alguns temas geram tantas curiosidades entre as crianças que não têm como deixá-los de fora da Educação Infantil. E insetos é um caso assim. Como eles nascem? Como a abelha produz mel? Quantas patas tem a formiga? Esses são alguns dos questionamentos que rondam o imaginário dos pequenos observadores, sempre sedentos por respostas convincentes. E a escola precisa trazê-las, "não prontas, mas por meio de vivências e de trabalhos de observação, durante os quais as crianças fazem descobertas e tiram suas próprias conclusões", opina Maria Inês Rinaldi, professora da escola Tarsila do Amaral, em São Paulo. E é assim que ela, com o apoio da coordenadora pedagógica Maria Veima de Almeida Araújo, estão conduzindo o projeto Os animais no jardim de Monet, desenvolvido na escola ao longo deste ano com crianças de 3 anos.

Outro projeto que estudou os insetos com forte participação dos alunos foi o da EM Inês Cardoso da Silva, em Embu das Artes, Grande São Paulo. "Ele recebeu o nome de Animais de Jardim porque as crianças poderiam estudar outros bichinhos, mas o que prevaleceu foi a curiosidade pelos insetos", conta a diretora Elaine Cafagni Borja. Segundo ela, cada sala acabou escolhendo um inseto para estudar com mais profundidade e assim a turma A ficou com as abelhas, a B com as borboletas e a C com as formigas. Nesta edição, o Guia Prático fala em detalhes sobre essas duas encantadoras maneiras de estudar o tema, confira!

Projeto: Animais de jardim

Embora o tema do projeto fosse o mesmo para todas as salas da Fase 4 da EM Inês Cardoso da Silva, em cada uma ele teve um desenrolar diferente, de acordo com o centro de interesse dos alunos. Assim, uma turma estudou com as formigas, outra as abelhas e outra turma as borboletas. "Estudaram outros insetos também, mas com menos profundidade", comenta a diretora Elaine. Segundo ela, o tema desperta a curiosidade natural das crianças, porque elas estão sempre brincando no jardim, mexendo com terra e se deparando com uma variedade muito grande de bichinhos: que voam, que picam, que são coloridos (como as borboletas) e assim por diante. Veja quais atividades fizeram parte deste projeto, que se estendeu por todo o ano de 2009 e foi encerrado com uma exposição dos trabalhos realizados pelas crianças.

Sessões de cinema
As crianças assistiram a alguns filmes sobre os insetos, como Bee Movie (DreamWorks), Vida de Inseto (Buena Vista), FormiguinhaZ (DreamWorks) e O Grilo Feliz (Start Desenhos Animados). Cada filme era sempre seguido de rodas de conversa, durante as quais as professoram procuravam fazer uma comparação entre o que os filmes passavam e a realidade. Será que os insetos têm apenas quatro patas? Ou será que são seis? "A passagem da fantasia para o real, com base nos novos aprendizados, se deu de forma bem rápida", conta Elaine Borja.
Casulo da borboleta
Para observar como nasce uma borboleta, as crianças, com a orientação da professora, colocaram um casulo que encontraram no jardim dentro de um recipiente de vidro e puseram-se a acompanhar dia a dia sua evolução. "As crianças aguardaram ansiosas pelo nascimento da borboleta, porém isso aconteceu num fim de semana, e elas não puderam ver de perto. Mesmo assim, foi um processo muito rico", conta a coordenadora Elaine.
Hora da leitura
Muitos livros podem estimular a imaginação das crianças no estudo dos insetos e por isso as professoras leram muito para os pequenos durante o projeto. Veja sugestões de livros ao lado!
Cartazes
Ao longo do ano, as crianças foram desenhando insetos e fazendo outros registros e também fizeram pesquisas em livros e revistas. Com esse material, montaram cartazes, que foram expostos na sala. Cada novo aprendizado virava conteúdo para os cartazes, como quando descobriram que o corpo dos insetos é composto de cabeça, tórax e abdômen.
Formigueiro
Para observar dia a dia o trabalho e a organização das formigas, foi montado um formigueiro usando três potes. No pote central ficava a estrutura do formigueiro, no outro era colocada a comida e no outro as formigas descartavam seu "lixo". Outros detalhes sobre a montagem do formigueiro estão no nosso site. Veja mais!

Você sabia?
Há cerca de 900 mil espécies de insetos no mundo e esse número está sempre aumentando. Os cientistas descobrem de 7 mil a 10 mil novas espécies por ano e suspeitam que possam existir outras 10 milhões de espécies ainda desconhecidas. (fonte: www.vocêsabia.net)
O ciclo de vida da borboleta possui 4 etapas:
Ovo:
fase pré-larval;
Larva: chamada também de lagarta ou taturana;
Pupa: que se desenvolve dentro da crisálida (ou casulo);
Imago: fase adulta.

Para ler com os pequenos
Festa dos Insetos, de Robert Frederick (Ciranda Cultural) - livro sonoro
Insetos e Companhia, de Federico Mengozzi (Editora Globo)
A Abelha e o Mel, de Eunice Braido (Editora FTD)


Projeto: Os animais no jardim de Monet

Iniciado em março deste ano na Escola Tarsila do Amaral, este projeto surgiu da curiosidade manifestada pelas crianças durante os passeios de exploração dos espaços da escola. "A Tarsila do Amaral tem jardim, horta, árvores frutíferas, que sempre acabam se tornando abrigo para inúmeros bichinhos e as crianças os estavam notando e se intrigando com eles. Elas comentavam: professora, olha o caminho das formigas, olha essa minhoca (quando na verdade era uma lagarta).

E foi assim que nasceu o projeto 'Os insetos no jardim de Monet', que depois virou 'Os animais no jardim de Monet', porque acabamos incluindo passarinho, aranha e alguns outros bichos que os alunos encontraram no jardim da escola. Mas o foco continuou sendo os insetos", explica Maria Inês Rinaldi, professora do Infantil 3-B (crianças de 3 anos).

Mas por que no jardim de Monet? Porque Monet é o nome da sala de aula dessa turma dentro da escola. "E aproveitei-me disso para fazer um paralelo com as pinturas de Monet, que retratam sempre uma cena de natureza", complementa a professora. Veja as atividades que já aconteceram ou ainda acontecerão dentro do projeto, que deverá durar até outubro.

Amigo-secreto
Depois de levantar os animais de maior interesse da turma, a professora Maria Inês propôs um amigo-secreto dos bichos. Cada criança tirou um papelzinho com o nome de um bichinho e este passou o seu objeto de estudo. Para começar, cada criança teria de fazer uma pesquisa em casa com os pais sobre esse bichinho e montar uma breve apresentação em transparência para trazer à escola. "Houve um envolvimento muito legal da família, elas mandavam curiosidades, imagens e até insetos que encontravam em seus passeios", conta a educadora. Assim, uma criança falou sobre a formiga, outra sobre a borboleta, outra sobre a abelha e assim por diante.
Construção com sucata
Em maio, as crianças encerram as apresentações sobre o bichinho que sortearam e a professora dá início à construção dos animais com materiais recicláveis. A ideia é construir um grande jardim com todos os insetos e bichinhos, que será o produto final do trabalho e será exposto na feira cultural da escola, em outubro.
Combate à dengue
Um dos insetos estudados com as crianças foi o mosquito da dengue. As crianças pesquisaram fotos e aprenderam sobre as formas de combater sua proliferação. "Nós estamos planejando uma campanha que se chamará 'Ajude o Infantil 3B a combater a dengue'. Nela, sairemos pela rua da escola distribuindo folders e saquinhos de areia para a população colocar nos vasinhos, para não ficar água parada", conta a professora Maria Inês.
Brincadeiras variadas
Cada bichinho explorado pela turma rende divertidas brincadeiras ou atividades. Quando estudaram a formiga, prepararam um bolo formigueiro com a nutricionista da escola e fizeram discussões em roda: as formigas trabalham? Como é o trabalho delas? E as crianças, por que não podem trabalhar? Quando estudaram as borboletas, as crianças brincaram de passar por um túnel que há na escola: elas entravam lagarta e saiam borboleta. Na vez do vaga-lume, os pais mandaram uma lanterna de casa e a professora apagou a luz da sala para as crianças brincarem, simulando o brilho desse inseto.
Fotos: Arquivo da escola
Crianças da Escola Tarsila do Amaral durante as atividades do Projeto Os animais no jardim de Monet

 

Abelha de vestir

Materiais:
★ TNT amarelo ★ caneta preta permanente ★ pincel ★ tinta acrílica preta ★ cola quente★ EVA preto ★ arame molinho ★ 2 bolinhas de isopor ★ tiara de plástico preta ★ tinta acrílica amarela

Para entrar no clima, você pode confeccionar fantasias para os alunos vestirem. Abaixo está o passo a passo da fantasia de abelha, mas a partir dessa técnica você pode produzir outras: de joaninha, formiga et.

1. Recorte o corpo e a asa conforme o molde.
2. Demarque as listras com marcador permanente. Pinte as listras com a tinta preta.
3. Passe o arame no centro da asa, dando algumas voltas. Cubra o arame com um pedaço de TNT amarelo.
4. Cole a asa na parte de trás da fantasia.
5. Pinte as bolinhas de isopor com a tinta amarela.
6. Enrole o arame num lápis. Retire-o e enrole uma das pontas na tiara e na outra extremidade coloque a bolinha.

 

Jogo cai não cai

Materiais:
★ embalagem de bolas de tênis ★ palitos de churrasco ★ bolinhas de isopor pequenas divididas ao meio ★ marcador permanente preto ★ bolinha de isopor um pouco maior dividida ao meio ★ tinta acrílica vermelha ★ durex amarelo ★ cola quente ★ pincel ★ prego e alicate

1. Esquente o prego e faça furos aleatórios na embalagem.
2. Demarque a área furada com o durex amarelo. Espete os palitos.
3. Pinte as metades das bolinhas com a tinta vermelha.
4. Depois de secas faça os desenhos das joaninhas com o marcador permanente.